21 de abr de 2010

Aniversário de Brasília

          Hoje Brasília faz 50 anos. A cidade é nova, mas sua idéia de construção é muito antiga. Nascida como a Capital da Esperança e o Eldorado Brasileiro, Brasília foi uma cidade sonhada por séculos por Portugueses e Brasileiros, para ser o centro das decisões politicas de uma nação soberana.

          Marquês de Pombal, Primeiro Ministro do Império Português na segunda metade do século XVII, já planejava transferir a capital do Reino de Portugal para o interior do Brasil. Com o Brasil já independente de Portugal, políticos e militares também sonhavam com a capital no interior do País, por motivos estratégicos e militates, como também para alavancar o crescimento do interior do País.

          Em 1823 o político brasileiro José Bonifácio de Andrada foi o primeiro a se referir à nova capital do Brasil, interiorizada, como "Brasília". Durante o período monárquico brasileiro, a idéia da mudança da Coorte do Império do Rio de Janeiro para o Interior sofria muita resistência. Já no Brasil República esta idéia foi renovada, tanto que na Constituição Brasileira de 1891 foi inserido no seu texto a previsão da mudança da Capital para o Inteior do Brasil.
   
         Cumprindo a determinação Constitucional, o Marechal Floriano Peixoto, 2º Presidente do Brasil, formou a Comissão Exploradora do Planalto Central do Brasil, com o intuito de demarcar uma área de 14.400 kilômetros quadrados, área esta onde seria instalada a nova capital dos brasileiros. Esta missão ficou sob a responsabilidade do Astrônomo  Belga Louis Ferdinand Cruls, ficando conhecida como a "Missão Cruls".

          Mesmo com todo este esforço, ainda não era a hora da realização do sonho da construção do novo Distrito Federal brasileiro. Este sonho só se tornou realidade em outubro de 1956, quando, por ordem de Juscelino Kubtschek de Oliveira, Tenente-Coronel médico das fileiras da Gloriosa Polícia Militar do Estado de Minas Gerais e, naquele momento, Presidente eleito do Brasil, ordenou a construção e transferência da nova Capital Brasileira.

          Foram 4 anos de lutas, políticas, econômicas e sociais, pela resistência das elites cariocas em tirar o status do Rio de Janeiro como o Distrito Federal, de determinados políticos e empresários que viam na transferência da Capital uma maneira de se distanciarem do Poder, dentre outras muitas.  Porém, mesmo depois de muitas batalhas travadas Juscelino inaugurou a sua maior obra, Brasília, em 21 de abril de 1960.

          Durante todo este tempo, a Capital Federal passou por uma série de mudanças. A cidade projetata para ter uma polulação de 500 mil habitantem em 2000, nesta mesma época já ultrapassava a marca de 2 milhões de habitantes. Para a capital de um País como o Brasil, Brasília ainda possui muitas deficiências. Um transporte coletivo muito precário, o que leva à população a comprar muito veículos, o que gera congestionamentos frequentes das  vias do Distrito Federal e entorno e, consequentemente, muito acidentes automobilíticos.

          O sistema de saúde da capital também é um ponto fraco. Brasília possui excelentes hospitais públicos, mas os brasilienses são os quem menos utilizam do aparato de saúde. Habitantes das cidades do entorno de Brasília, e até mesmo de municípios distantes, dos estados de Minas Gerais, Bahia, Tocantins, Mato Grosso, Piauí, Maranhão, Pará, dentre outros, fazem uso indiscriminado do sistema hospitalar brasiliense, superlotando os hospitais e tornando a máquina de saúde do DF deficitária.

          A infraestrutura urbana também é um problema em Brasília. Bueiros entupidos e falta de mais galerias de águas pluviais em pontos de baixadas levam o Plano Piloto e as cidades-satélites do DF a imensos alagamentos nos meses chuvosos, alagando garagens de prédios, ruas e avenidas, causando uma série de estragos, todos passíveis de serem evitados.

          A ocupação criminosa e desordenada do solo do DF tem levado à instalação de comunidades inteiras em áreas de risco, como próximo de rios e córregos, áreas onde o solo é hidromorfo e em formações geológicas que são propícias à erosões. Consequência, muita gente está insladada em áreas onde desabamento de casas podem ocorrer.

          Existem muitos outros problemas em Brasília, que seria impossível enumerá-los em tão breves palavras.

Bombeiros em Brasília

          Entre 1956 e 1964, o serviços de combate e extinção de incêndios era feito pela antiga Guarda Especial de Brasília, a GEB. Este órgão fazia as vezes dos serviços de segurança pública durante a construção da Cidade, bem como nos seus primeios anos de existência.

          Contudo, no ano de 1964, o então Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, Coronel Osmar Alves Pinheiro, tratou de fazer a difícil tarefa de transferência dos bombeiros do DF do Rio de Janeiro para Brasília. A trnsferência do efetivo foi feito em 4 fases, sendo 3 delas por via aérea e um grupo por via terrestre.

          Este último grupo, o mais bravo de todos, veio do Pavilhão de São Cristóvão, na Cidade do Rio de Janeiro, até o centro de Brasília, em inacreditáveis 26 dias. Quando os andarilhos e bravos soldados do fogo adentraram ao eixo rodoviário de Brasília, o atual eixão, foram imensamente aplaudidos pela população local, pois eles realmente tinham realizado um feito heróico e histórico, enfrentando as dificuldades de se deslocarem para a nova capital por vias que sequer eram construídas, pois a ligação rodoviária Rio-Brasília ainda não existia. 

          O Corpo de Bombeiros do Distrito Federal se instalou de forma brava na Nova Capital federal. Cresceu, se equipou, instalou unidades em quase todas as regiões administrativas e ainda continua crescendo e se modernizando, isto tudo para melhor atender ao maior bem que Brasília possui: seu povo, sua gente.

          Parabéns, Brasília, pelos seus 50 anos!
 

2 comentários:

  1. Brasilia é uma das cidades mais lindas que já conheci e vivi. Mesmo com os problemas que possui, como qualquer cidade desenvolvida e tendo perdido parte da tranquilidade de outros tempos, ela merece os parabéns por ter o céu mais lindo e o por-do-sol mais inesquecivel do país inteiro!
    ex-brasiliense saudosa

    ResponderExcluir
  2. amigos ai esta o livro sobre bombeiros que contem tudo o que nunca ninguém
    ousou escrever sobre nós.

    Bem hajam e todos os meus colegas bombeiros.

    mais informações:

    http://www.almasdefogo.pt.vu
    http://www.lugardapalavra.pt

    ResponderExcluir